quinta-feira, 28 de maio de 2015

O Senhor anuncia coisas do futuro


1 Povo de Israel, escute! Escutem, descendentes de Judá! Vocês juram pelo nome do Senhor
e dizem que adoram ao Deus de Israel, mas nisso não são honestos nem sinceros.
2 Vocês dizem que são moradores da cidade santa e que confiam no Deus de Israel, naquele que se chama Senhor Todo-Poderoso.
3 O Senhor diz a vocês:
“Há muito tempo, eu falei de coisas do futuro, disse claramente o que ia acontecer.
De repente, agi, e tudo aconteceu como eu tinha dito.
4 Eu sabia que vocês são teimosos, que são duros como o ferro ou o bronze.
5 Por isso, falei dessas coisas há muito tempo; antes que elas acontecessem, eu as havia anunciado a vocês. Portanto, vocês não podem dizer que foram as suas imagens e os seus ídolos que fizeram essas coisas acontecerem.
6 “Tudo aconteceu como eu tinha dito, e vocês precisam reconhecer que falei a verdade.
Mas agora vou falar de coisas novas, de coisas secretas, que vocês ainda não conhecem.
7 Só agora é que vou fazer com que aconteçam; vocês nunca tinham ouvido falar nelas e assim não podem dizer que já as conheciam.
8 Eu sabia que não podia confiar em vocês; sabia muito bem que sempre foram rebeldes.
Por isso, vocês não tinham ouvido essas coisas, não sabiam que elas iam acontecer.
9 “Eu poderia ter descarregado a minha ira sobre vocês e os poderia ter destruído completamente, mas isso teria trazido desonra para o meu nome.
Portanto, tive paciência com vocês, pois eu sou Deus e mereço que me louvem.
10 Eu os fiz sofrer, mas foi para purificá-los, como a prata é purificada na fornalha.
11 É por amor ao meu próprio nome que vou agir; não permito que o meu nome seja profanado. Não deixo que nenhum outro deus receba o louvor que somente eu mereço.”
O Senhor salvará o seu povo
12 O Senhor Deus diz:
“Escute, povo de Israel, o povo que eu escolhi! Eu, o Senhor, sou o único Deus: sou o primeiro e o último.
13 Com as minhas mãos, coloquei a terra no seu lugar e estendi o céu.
Dei uma ordem, e eles começaram a existir.
14 “Reúnam-se todos e escutem! Nenhum dos deuses anunciou que ia acontecer isto: o homem que eu, o Senhor, amo fará o que eu quero e com o meu poder atacará a Babilônia.
15 Fui eu mesmo quem o chamou; dei a ordem, e ele veio.
Eu farei com que tudo o que ele fizer dê certo. 
16 Agora, venham cá e escutem o que estou dizendo: desde o princípio, nunca falei em segredo e tenho governado todas as coisas desde que começaram.”
Agora, o Senhor Deus me deu o seu Espírito e me enviou.
17 O Senhor, o Santo Deus de Israel, o seu Salvador, diz ao seu povo:
“Eu sou o Senhor, seu Deus. Eu os ensino para o seu próprio bem e os guio no caminho que devem seguir.
18 Ah! Se vocês tivessem obedecido aos meus mandamentos! A sua prosperidade iria aumentando como se fosse uma enchente, e as suas vitórias teriam sido constantes, tão constantes como as ondas do mar.
19 Os seus descendentes seriam tantos como os grãos de areia da praia do mar; eu nunca os esqueceria, e eles estariam sempre na minha presença.”
20 Saiam da Babilônia, fujam de lá! 
Com gritos de alegria, anunciem esta boa notícia ao mundo inteiro:
“O Senhor salvou o seu servo, o povo de Israel!”
21 Quando Deus guiou o seu povo pelo deserto, ninguém ficou com sede; ele fez com que corresse água da rocha, ele partiu a rocha, e a água jorrou.
22 Mas o Senhor diz aos que praticam o mal: “Para vocês não há segurança.”