segunda-feira, 25 de maio de 2015

Vá! — disse o Senhor. — Eu lhe darei a vitória.


8 Quando os filisteus souberam que Davi tinha sido ungido como rei do país inteiro de Israel, o seu exército saiu para prendê-lo. Davi soube disso e saiu para encontrar-se com eles. 9 Os filisteus chegaram ao vale dos Gigantes e começaram a atacar e a roubar. 10 Então Davi perguntou a Deus:
Devo lutar contra os filisteus? Tu me darás a vitória?
Vá! — disse o Senhor. — Eu lhe darei a vitória.
11 Davi os atacou em Baal-Perazim e os derrotou. Ele disse:
— Como se eu fosse uma enchente que derruba tudo, Deus me usou para abrir uma brecha no meio do exército inimigo.
Por isso, aquele lugar é chamado de Baal-Perazim.
12 Quando os filisteus fugiram, deixaram os seus ídolos para trás, e Davi ordenou que fossem queimados.
13 Mas logo os filisteus voltaram ao vale e começaram a atacar. 14 Mais uma vez Davi consultou a Deus, e ele respondeu:
— Não os ataque daqui. Dê a volta e ataque pelo outro lado, perto das amoreiras. 15 Quando você ouvir o barulho de marcha por cima das amoreiras, ataque-os porque isso quer dizer que eu estou indo na sua frente para derrotar o exército dos filisteus.
16 Davi fez o que Deus havia mandado e obrigou os inimigos a recuar desde Gibeão até Gezer. 17 A fama de Davi se espalhou por toda parte, e o Senhor fez com que todas as nações ficassem com medo dele.