segunda-feira, 20 de julho de 2015

O SOM DO MEU SILENCIO

O meu corpo é e será a tua partitura.
É nele que gravas as mais belas melodias...as que não me canso de ouvir...e sentir.
Gosto quando depois de um abraço forte e sentido, ofereces-me aquela palavra murmurada que apenas eu ouço, e na linha abaixo decides deixar mais uma nota...que tem o som do teu desejo.
Ahhhh, gosto quando os teus lábios dedilham o contorno do meu peito.
Vislumbro o teu sorriso e ouço os teus acordes mais fundos, que me fazem suspirar de forma mais intensa e curiosa, confesso, pois anseio pelo toque seguinte...
As tuas mãos tocam delicadamente em mim como se de uma arpa se tratasse...
As tuas pernas envolve-me como se eu fosse um violoncelo...que precisa de ser amparado e delicadamente observado...
Sorrio e tu então, olhas-me profundamente e decifras por completo as notas finais que eu te ofereço...! A balada está completa e pronta a ser sentida...
Sento-me em ti....abraçamo-nos...e deixamos então que se faça música em nós....por nós!

Ilustre Desconhecido