domingo, 9 de agosto de 2015

Ausência de Você

A  distância que nos separa,
Não é a longa estrada tão distante,
Nem as grandes montanhas no horizonte,
Nem tão pouco o entardecer e o esconder do sol  no infinito,
Não é a escuridão da noite, mesmo que o luar brilhe no céu
Não são as lindas estrelas no infinito,
Mas o que nos separa,
É a ausência de você,
Você foi embora, me deixando tão só,
Já não sinto os teus abraços,
Nem o calor de teu corpo, colado ao meu,
Nem o doce desejos de teus beijos,
Nem os  carinhos  do toque dos dedos teus,
Você foi embora me deixando tão só
Tua ausência me destrói,
Deste amor que dentro de mim,
Por dentro me corroem,
Consome-me de desejos,
Desta vontade louca e desvairada,
Dos sonhos nas longas madrugadas,
Que sozinho fico a pensar,
Dos momentos que juntos passamos,
Do  grande amor que vivemos,
Mas agora somente a tua ausência,
Faz-me somente em ti pensar.
Onde está oh  meu  grande amor,
Que fazes?  e por onde  andas?
Lembre-se a distância não pode nos separar,
Nem as montanhas tão longe,
Nem o por do sol no infinito,
Nem as lindas noites de luar,
Nada no separa, pois somos um só,
Com os mesmo desejos de amar,
Sou teu, tu és minha,
Pois somos um só na hora de amar.
Vem meu amor, quero te dar meu amor,
Quero te encher de beijos,
Quero abraçar o teu corpo,
Quero te amar por inteiro,
Não sentir mais esta tua ausência,
Pois eu sou teu, e sei que tu és minha.

@agenivaldo Almeida silva