quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Fugi

Voei sem destino nas asas do querer, 
Voei sem medos por paixões desmedidas, 
Entreguei-me sem pudores por um nada, 
Pela ilusão construída de teu perfeito ser, 
Por todas as amáveis e ilusórias palavras, 
Voei não para fugir de ti, mas me encontrar, 
Desprovida de tudo o que a ti me prendia, 
Sou, existo por mim, como anjo alado, 
Perdes tu, por não me teres a teu lado, 
Mulher, anjo, madura, demônio, amada, 
Tudo tiveste de mim, apenas na ilusão, 
De ser tua, pois tu nunca foste apenas meu!.. 

Sírio de Andrade

Postado por: Claudiceia Leonel Leonel