terça-feira, 3 de novembro de 2015

E para quem ainda tem dúvidas...

Promessas para os estrangeiros
1 O Senhor Deus diz ao seu povo: “Sigam a justiça e façam o que é direito, pois daqui a pouco eu vou livrá-los, mostrando assim o meu poder salvador.
2 Felizes são os que obedecem às leis a respeito do sábado!
Felizes os que não praticam o que é mau!”
3 O estrangeiro que adora o Senhor não deve dizer: “O Senhor vai me expulsar do seu povo.”
E um eunuco não deve pensar: “Eu não posso ter filhos e por isso não posso pertencer ao povo de Deus.”
4 Pois o Senhor diz aos eunucos: “Obedeçam às leis a respeito do sábado, façam aquilo que me agrada e sejam fiéis à minha aliança.
5 Se um eunuco fizer isso, eu lhe darei uma coisa melhor do que filhos e filhas. Eu farei com que o seu nome seja escrito no meu Templo, e ele fará parte do meu povo para sempre; o seu nome nunca será esquecido.”
 6 E aos estrangeiros que adoram o Senhor, que o amam e o servem fielmente, o Senhor Deus diz: “Se vocês obedecerem às leis a respeito do sábado e forem fiéis à minha aliança, 7 eu os levarei ao meu monte santo, e vocês ficarão felizes na minha casa de oração.
Eu aceitarei os sacrifícios e as ofertas que vocês apresentarem no meu altar.
Pois a minha casa será chamada de ‘Casa de Oração’ para todos os povos.
8 Vou trazer ainda outros para a terra de Israel e juntá-los ao meu povo que eu já trouxe de volta.” É isso o que diz o Senhor Deus, que trouxe de volta para a terra de Israel o seu povo que era prisioneiro em terras estrangeiras.
Deus condena as autoridades de Israel 
9 O Senhor Deus diz: “Venham, animais selvagens, venham e devorem o rebanho.
10 Os guardas do meu povo são cegos; eles não veem nada.
Todos são como cachorros mudos, que não podem latir; estão sempre deitados, dormindo;
são uns preguiçosos que só gostam de dormir e sonhar.
11 Esses cachorros são gulosos e sempre querem mais comida.
Os pastores do meu rebanho não entendem nada; todos seguem os seus próprios caminhos
e procuram os seus próprios interesses.
12 Eles dizem uns aos outros: ‘Vamos procurar vinho e cerveja e cair na bebedeira.
Amanhã, faremos a mesma coisa, e ainda mais do que hoje!’