sexta-feira, 21 de outubro de 2016

O teu espírito imortal está em todos.


1 O teu espírito imortal está em todos.
2 Por isso, Senhor, pouco a pouco tu vais corrigindo os que pecam e fazes com que se lembrem dos seus pecados, a fim de que abandonem o mal e creiam em ti.
Como Deus tratou os cananeus
3 Aqueles que antigamente moravam na tua terra santa, 4 tu os odiavas por causa dos seus costumes detestáveis, por causa das suas feitiçarias e das suas cerimônias sem devoção.
5 Sem dó nem piedade eles matavam crianças; nas suas festas religiosas matavam pessoas; comiam-lhe a carne e as entranhas, e bebiam o seu sangue.
Nas cerimônias de iniciação, 6 os pais matavam os seus filhinhos, crianças que não se podiam defender. Tu resolveste acabar com eles pela mão dos nossos antepassados, 7 a fim de que aquela terra, que tu amas mais do que qualquer outra, recebesse condignamente os filhos de Deus.
8 Mas trataste com bondade aquele povo, pois eles também eram seres humanos; antes do teu exército, enviaste grandes vespas para que a pouco e pouco fossem destruídos.
9 Poderias ter acabado com os ímpios, deixando que os justos os derrotassem em batalha.
Poderias mesmo fazê-los desaparecer devorados por animais selvagens ou com uma palavra de condenação. 10 Mas a fim de lhes dares tempo para se arrependerem, castigaste-os aos poucos, mesmo sabendo que eram uma gente perversa, um povo mau por natureza, e que a sua maneira de pensar nunca iria mudar.
11 Desde o princípio eram uma raça maldita e não foi por medo de alguém que não os castigaste pelos seus pecados. 12 Pois quem poderia perguntar-te: «Que fizeste?» Quem pode ser contra o teu julgamento? Quem pode condenar-te por teres destruído povos que tu mesmo criaste? Ou quem aparecerá na tua presença para defender a causa de pessoas injustas?
13 Além de ti não há outro Deus que cuide de todos e a quem precises de provar que os teus julgamentos são justos. 14 Não há nenhum rei ou outra autoridade que possa desafiar-te,
ficando do lado daqueles que castigaste. 15 Tu és justo e governas todas as coisas com justiça. Condenar alguém que não o merecesse não é a maneira como usas o teu poder; 16 ele é a base da tua justiça. Tu tens compaixão de todos porque és o Senhor de todos.
17 Mostras a tua força aos que duvidam do teu grande poder; castigas as pessoas que o conhecem e, mesmo assim, o desafiam.
18 Tu, o Todo-Poderoso, julgas a todos com equidade; governas com toda a clemência, pois podes agir sempre que quiseres.
Lições de Deus para Israel
19 Assim tens ensinado ao teu povo que quem é justo deve também ser bondoso.
Tu tens dado uma firme esperança aos teus filhos, pois dás-lhes a oportunidade de se arrependerem dos seus pecados.
20 Com muito cuidado e carinho, tu castigaste os inimigos do teu povo, mesmo quando eles mereciam ser mortos; deste-lhes tempo e oportunidade para se afastarem das suas maldades.
21 Foi com muita dureza que julgaste os teus filhos, embora tivesses feito alianças com os seus antepassados e tivesses jurado que lhes darias coisas boas.
22 De facto, corriges-nos, mas castigas os nossos inimigos dez mil vezes mais.
Tu ages assim para que nos lembremos da tua bondade e julguemos os outros esperando para nós a tua misericórdia.
O castigo dos egípcios
23 Por isso, castigaste os insensatos que durante toda a sua vida fizeram o mal; castigaste-os com os próprios deuses detestáveis que eles adoravam.
24 Pois eles desviaram-se para muito longe nos caminhos do erro; adoraram como deuses os animais mais feios e repugnantes; enganaram-se a si mesmos como criancinhas insensatas.
25 Por isso, como se fossem crianças sem uso da razão, enviaste-lhes um castigo que os envergonha.
26 Mas os que não se importaram com um castigo tão leve receberão de Deus o castigo que merecem.
27 Castigados pelos mesmos animais que tinham estabelecido como deuses e agora os faziam sofrer, ficaram zangados e reconheceram como o verdadeiro Deus aquele que antes não quiseram aceitar. Por isso, foram condenados a sofrer um castigo muito pior.