quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Por que vocês continuam a pecar?


1 São estas as mensagens a respeito de Judá e de Jerusalém que o Senhor Deus deu a Isaías, filho de Amoz, durante os reinados de Uzias, Jotão, Acaz e Ezequias em Judá.
Deus acusa o seu povo
2 Escutem, ó céus, preste atenção, ó terra, pois o Senhor Deus falou!
Ele disse: “Criei filhos e cuidei deles, mas eles se revoltaram contra mim.
3 O boi conhece o seu dono, e o jumento sabe onde o dono põe o alimento para ele, mas o meu povo não sabe nada, o povo de Israel não entende coisa nenhuma.”
4 Ai desse povo mau, dessa gente cheia de pecados! Todos são ruins, todos são perversos. Eles abandonaram o Senhor, rejeitaram o Santo Deus de Israel e viraram as costas para ele.
5 Por que vocês continuam a pecar?
Será que querem receber mais castigos? 
A sua cabeça está ferida, e todos estão desanimados.
6 Da cabeça até os pés, o corpo de vocês está machucado, cheio de ferimentos e de chagas abertas, que não foram lavadas, nem enfaixadas, nem limpadas com azeite.
7 A terra de vocês está arrasada, as cidades foram destruídas pelo fogo.
Na presença de vocês, os estrangeiros arrasaram a sua terra, e ela ficou em ruínas.
Os estrangeiros acabaram com ela.
8 Só ficou Jerusalém, como se fosse uma barraca de vigia numa plantação de uvas, como uma cabana numa plantação de pepinos ou como uma cidade cercada pelos inimigos.
9 Se o Senhor Todo-Poderoso não tivesse deixado que alguns de nós vivêssemos, seríamos agora como a cidade de Sodoma, estaríamos destruídos como Gomorra.
10 Autoridades de Jerusalém, escutem o que o Senhor está dizendo!
Moradores da cidade , deem atenção ao ensinamento do nosso Deus!
11 O Senhor diz:
“Eu não quero todos esses sacrifícios que vocês me oferecem. Estou farto de bodes e de animais gordos queimados no altar; estou enjoado do sangue de touros novos, não quero mais carneiros nem cabritos.
12 Quando vocês vêm até a minha presença, quem foi que pediu todo esse corre-corre nos pátios do meu Templo?
13 Não adianta nada me trazerem ofertas; eu odeio o incenso que vocês queimam.
Não suporto as Festas da Lua Nova, os sábados e as outras festas religiosas, pois os pecados de vocês estragam tudo isso.
14 As Festas da Lua Nova e os outros dias santos me enchem de nojo; já estou cansado de suportá-los.
15 “Quando vocês levantarem as mãos para orar, eu não olharei para vocês. Ainda que orem muito, eu não os ouvirei, pois os crimes mancharam as mãos de vocês.
16 Lavem-se e purifiquem-se! Não quero mais ver as suas maldades! Parem de fazer o que é mau 17 e aprendam a fazer o que é bom.
Tratem os outros com justiça; socorram os que são explorados, defendam os direitos dos órfãos e protejam as viúvas.”
18 O Senhor Deus diz:
“Venham cá, vamos discutir este assunto.
Os seus pecados os deixaram manchados de vermelho, manchados de vermelho escuro; mas eu os lavarei, e vocês ficarão brancos como a neve, brancos como a lã.
19 Se forem humildes e me obedecerem, vocês comerão das coisas boas que a terra produz.
20 Mas, se forem rebeldes e desobedientes, serão mortos na guerra.
Eu, o Senhor, falei.”