quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Ele responderá: ‘Estou aqui!


O verdadeiro jejum
1 O Senhor Deus diz:
“Grite com toda a força, sem parar!
Grite alto, como se você fosse trombeta!
Anuncie ao meu povo, os descendentes de Jacó, os seus pecados e as suas maldades.
2 De fato, eles me adoram todos os dias e dizem que querem saber qual é a minha vontade,
como se fossem um povo que faz o que é direito e que não desobedece às minhas leis.
Pedem que eu lhes dê leis justas e estão sempre prontos para me adorar.”
3 O povo pergunta a Deus:
“Que adianta jejuar, se tu nem notas? Por que passar fome, se não te importas com isso?”
O Senhor responde:
“A verdade é que nos dias de jejum vocês cuidam dos seus negócios e exploram os seus empregados.
4 Vocês passam os dias de jejum discutindo e brigando e chegam até a bater uns nos outros.
Será que vocês pensam que, quando jejuam assim, eu vou ouvir as suas orações?
5 O que é que eu quero que vocês façam nos dias de jejum? Será que desejo que passem fome, que se curvem como um bambu, que vistam roupa feita de pano grosseiro e se deitem em cima de cinzas? É isso o que vocês chamam de jejum? Acham que um dia de jejum assim me agrada?
6 “Não! Não é esse o jejum que eu quero.
Eu quero que soltem aqueles que foram presos injustamente, que tirem de cima deles o peso que os faz sofrer, que ponham em liberdade os que estão sendo oprimidos, que acabem com todo tipo de escravidão.
7 O jejum que me agrada é que vocês repartam a sua comida com os famintos, que recebam em casa os pobres que estão desabrigados, que deem roupas aos que não têm e que nunca deixem de socorrer os seus parentes.
8 “Então a luz da minha salvação brilhará como o sol, e logo vocês todos ficarão curados.
O seu Salvador os guiará, e a presença do Senhor Deus os protegerá por todos os lados.
9 Quando vocês gritarem pedindo socorro, eu os atenderei; pedirão a minha ajuda, e eu direi: ‘Estou aqui!’
“Se acabarem com todo tipo de exploração, com todas as ameaças e xingamentos; 10 se derem de comer aos famintos e socorrerem os necessitados, a luz da minha salvação brilhará, e a escuridão em que vocês vivem ficará igual à luz do meio-dia.
11 Eu, o Senhor, sempre os guiarei; até mesmo no deserto, eu lhes darei de comer e farei com que fiquem sãos e fortes.
Vocês serão como um jardim bem-regado, como uma fonte de onde não para de correr água.
12 Em cima dos alicerces antigos, vocês reconstruirão cidades que tinham sido arrasadas.
Vocês serão conhecidos como o povo que levantou muralhas de novo, que construiu novamente casas que tinham caído.”
O sábado deve ser respeitado
13 O Senhor Deus diz:
“Obedeçam às leis a respeito do sábado; não cuidem dos seus próprios negócios no dia que para mim é sagrado. Considerem o sábado como um dia de festa, o dia santo do Senhor, que deve ser respeitado.
Guardem o sábado, descansando em vez de trabalhar; não cuidem dos seus negócios, nem fiquem conversando à toa.
14 Se me obedecerem, eu serei uma fonte de alegria para vocês e farei com que vençam todas as dificuldades; e vocês serão felizes na terra que eu dei ao seu antepassado Jacó.
Eu, o Senhor, falei.”