sábado, 18 de julho de 2015

O amor é tão poderoso como a morte


5 Quem é esta que vem subindo do deserto, de braço dado com o seu querido?
Debaixo da macieira, eu acordei você, ali, onde você nasceu, no lugar onde a sua mãe o deu à luz.
6 Grave o meu nome no seu coração e no anel que está no seu dedo.
O amor é tão poderoso como a morte; e a paixão é tão forte como a sepultura.
O amor e a paixão explodem em chamas e queimam como fogo furioso.
7 Nenhuma quantidade de água pode apagar o amor, e nenhum rio pode afogá-lo.
Se alguém quisesse comprar o amor e por ele oferecesse as suas riquezas, receberia somente o desprezo.