quinta-feira, 16 de julho de 2015

Que assim seja!

"Pois todo aquele que faz a vontade do meu Pai, que está nos céus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe".
Jesus nasceu dentro de um lar pleno de Deus.
Sua Mãe, Maria, juntamente com o seu pai adotivo, José, proporcionaram um lar para Jesus, um lar segundo os critérios de Deus, segundo o coração de Deus.
Que belo é ter uma família! Que mais precisaria uma pessoa para crescer em idade, estatura e sabedoria? Que mais precisaria uma pessoa para ter uma vida emocional saudável, ajustada?
Quando Deus pensou na família, ele a pensou como um projeto seu para a felicidade da pessoa humana. Deus a pensou como um lugar onde as pessoas aprendessem sobre o amor, onde as pessoas pudessem se amar, pudessem crescer de forma sadia, equilibrada, pois o amor tem esse poder de construir pessoas saudáveis.
Deus pensou em tudo; pensou em cada coisa, em cada detalhe e deu a cada pessoa um papel singular, importante, insubstituível. Ele pensou em tudo! Ele viu que tudo era bom!
Portanto, quando o Filho de Deus desceu do céu e se fez homem, ele nasceu em um lar formado segundo os critérios do Altíssimo. Jesus nasceu de uma grande mulher, de uma grande serva de Deus: Maria. Deus também providenciou para o seu Filho um pai que tivesse os dons necessários para tão 
grande missão: José. Jesus nasceu em um lar onde as pessoas conheciam o amor e se amavam. Jesus nasceu em um lar onde Deus era honrado e servido.
Infelizmente, muitos lares nasceram sem a benção de Deus. Sim, muitas crianças nasceram e nascem em lares onde Deus não está, não foi convidado, não tem importância.
O que terá um casal para oferecer aos seus filhos se eles baniram o Senhor de suas vidas? O que eles poderão oferecer além de escola, casa, comida, aula de línguas, viagens, lazer?
Uma criança para crescer bem ajustada, feliz e bem resolvida precisa de pais bem resolvidos, de pais equilibrados, amorosos, que têm o que oferecer.
Jesus teve tudo o que é necessário para que uma pessoa seja inteira. Ele teve a alegria de viver em um lar, ele teve uma família!
Que belo é ter uma família! Que presente do céu é ter pais que se amam!
Jesus foi agraciado por Deus. Sua mãe era uma
Verdadeira Mãe, e, seu pai, um verdadeiro pai.
Quando ele cresceu e chegou o tempo de começar sua vida pública, sua missão, Jesus partiu com todo o cabedal recebido em casa. Uma pessoa só será um dom para a sociedade se ela tiver sido formada dentro de um lar, se ela tiver recebido amor na dose certa.
Pois bem, quando Jesus começou sua missão, teve que deixar a casa e fez do mundo o lugar onde deveria acontecer o Reino de Deus.
Um dia, enquanto ele ensinava, sua família apareceu e queria vê-lo. Grande era a multidão e, por isso, eles não conseguiam chegar perto dele. Alguém, então, foi comunicar a Jesus que os seus estavam querendo vê-lo. Na verdade, a pessoa disse para Jesus:"sua mãe e seus irmãos estão lá fora querendo ver o Senhor".
Jesus, ao escutar tal colocação, aproveitou para esclarecer ainda mais sobre o valor de uma família; ele diz:"meu pai, minha mãe e meus irmãos são todos os que fazem a vontade do meu Pai, que está nos céus".
Mais uma vez, ele exalta a realidade da família. Ele nos disse que todos nos tornamos parentes seus quando fazemos a vontade de Deus. Jesus deseja que sejamos a grande família de Deus. Ele nos quer unidos a Deus, servindo a Deus, glorificando a Deus.
Em momento algum, como pode parecer num primeiro momento, Jesus se mostrou indiferente aos seus, mas, desejou abrir o leque, quis mostrar o que ele veio fazer: eu vim fazer com que todos sejam meus irmãos, filhos do Pai, que está nos céus.
Quando fazemos a vontade de Deus, assim ele disse, nós nos tornamos seus irmãos, irmãs, mães e pais. Bendito seja Deus! Que presente!
Então, vamos lutar, pois não podemos perder essa graça. Jesus nos fez seus irmãos e filhos de Deus.
Precisamos fazer jus ao título que recebemos, à dignidade a que fomos elevados, pois Jesus a conquistou com o seu sangue derramado na cruz . Obrigado, Senhor!
Vamos para frente! Lutemos por nossas famílias, porque elas fazem parte do grande projeto de Deus! Não deixemos que elas se esfacelem. Cuidemos delas com imenso amor, pois o diabo quer destruí-las a qualquer preço. Força! Vamos para luta!
Deus está conosco!
Que cada um dê o passo necessário para que sua família seja aquilo que Deus pensou e deseja.
Não vamos desanimar! Seja você mesmo(a) a pessoa que Deus escolheu para salvar a sua família, para libertá-la das garras do mal.
Que assim seja!

Evangelho do dia comentado por Frei Dennys( Mateus 12, 46-50)