sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Não sou pedaços

Não sou pedaços...
Isso explica o impossível...
Entregar o corpo sem alma.
Desafiando o indivisível

Amar é viver sem toque...
Abrir mão dos desejos...
Silenciar os gritos da carne...
Pela paz que almejo.

Não sei viver sem esse amor
E quando ele assim acontece
Não há lugar para a solidão
O mundo estremece.

É essa a minha forma de amar
A única que conheço
É o amor de almas
E nele tenho tudo que mereço.

Paradise...
Seria ter os dois, amor e desejo
Vivo sem um...
Mas sem o outro " AMOR"
Não tentaria nem sequer um beijo!

Rosa Soares