quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

O MUNDO INVISÍVEL DE UMA MULHER - Página 32

Tudo o que faço hoje em minha vida pergunto ao nosso Pai se é o que Ele quer que eu faça.
Segunda feira perdi um cliente, senti que a minha turma ficou muito triste, eu também, de imediato a gente sente uma pontinha de orgulho misturada com aquela sensação de incapacidade.
De repente é como se uma luz acendesse aos meus olhos, e algo fala ao meu coração, calma, use a sabedoria... um fio de cabelo teu não cai se o teu Pai não quiser, nossa, meu Pai nunca erra... é muito bom, de repente levantei da minha cadeira e fui pra sala conversar com eles, pedi que não ficassem tristes, expliquei pra eles que muitas coisas em nossas vidas parecem ser ruins, mas não são... e se a vontade de Deus fosse reduzir o escritório eu ainda apostaria nele, pois sei que o pouco com Ele é muito, Ele me dá muito mais do que preciso e talvez do que mereço... 
E assim eles também teriam que enxergar, pois aconteça o que acontecer, por pior que pareça o que não podemos é perder a nossa fé e desanimar.
E assim vivo entregando a minha vida a quem mais sabe cuidar dela, pois ele me conhece mais que eu mesma... ao meu Pai!

E na sequencia mais uma frase do ME.


"O Divino nos mostra o caminho"

[ME]
O fim dos maus
5 “A vida do perverso se acabará como a luz que se apaga, como as chamas do fogo que deixa de queimar.
6 A lamparina da sua casa não brilhará mais; em vez de luz, haverá escuridão.
7 O perverso andava com passos firmes, mas agora está tropeçando; os seus próprios planos o fazem cair.
8 Ele pisa uma rede, e os seus pés ficam presos.
9 A armadilha o pega pelo calcanhar, e o laço o aperta.
10 A armadilha estava escondida no chão, no caminho por onde ele ia passar.
11 Ameaças de todos os lados o deixam apavorado; elas o perseguem a cada passo.
12 Ele era rico, mas agora passa fome; a desgraça está pronta para cair em cima dele.
13 Uma doença mortal se espalha pelo seu corpo e faz com que os seus braços e pernas apodreçam.
14 Ele é arrancado da sua casa, onde vivia seguro, e arrastado até a presença do Rei, isto é, a Morte.
15 Essa casa será desinfetada com enxofre, e depois um estranho vai morar nela.
16 O perverso é como uma árvore seca, seca desde as raízes até os galhos mais altos.
17 Ninguém lembrará mais dele; o seu nome será esquecido na sua terra.
18 Ele será expulso do mundo dos vivos e da luz será jogado na escuridão.
19 Não deixará filhos nem netos; não terá descendentes que fiquem com a sua casa.
20 Em toda parte, os que ouvirem falar do seu fim tremerão de medo e pavor.
21 É esse o fim dos maus, daqueles que não querem saber de Deus.”


Página 32