sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

É a sua sabedoria que merece honra

A morte das pessoas retas
7 Mesmo que morram ainda jovens, os justos encontrarão repouso.
8 Não é pelos seus muitos anos que uma pessoa idosa deve ser respeitada; o número de anos não conta.
9 Não são os seus cabelos brancos, mas é a sua sabedoria que merece honra; é a sua vida reta que merece respeito, e não a sua idade avançada.
10 Houve um homem com quem Deus ficou contente, e o amou. 
Esse homem vivia no meio de pecadores e Deus levou-o.
11 Ele foi levado de repente, a fim de que a maldade e a mentira não estragassem o seu juízo
e não lhe manchassem a alma.
12 Pois as coisas más atraem as pessoas e desviam a sua atenção das coisas boas; a paixão não controlada corrói a mente.
13 Em pouco tempo aquele homem conseguiu a perfeição que leva muitos anos a atingir.
14 O Senhor ficou contente com ele; por isso tirou-o depressa do meio da maldade deste mundo.
Os povos viram o que aconteceu, mas não entenderam.
Não conseguem compreender 15 que Deus é bom e misericordioso, com os que ele escolhe,
nem entendem que ele guarda o seu povo.
O fim dos maus
16 Mesmo depois de morrerem, os justos continuam a condenar os ímpios ainda vivos; e os que morrem jovens condenam os ímpios que vivem muitos anos.
17 Eles veem que o sábio morre, mas não entendem o que o Senhor está a planear para ele
nem sabem a razão porque o Senhor o guarda em segurança.
18 Olham o sábio com desprezo, mas o Senhor há de rir-se deles.
19 Quando morrerem, os seus corpos não serão respeitados; no mundo dos mortos eles serão desprezados para sempre.
Deus os lançará no chão e eles ficarão sem poder falar.
Ele os derrubará, e serão completamente arrasados, como um edifício que cai sobre o seu alicerce.
Viverão sempre atormentados; ninguém se lembrará mais deles.
20 No dia de prestarem contas dos seus pecados, eles estarão cheios de medo, e as suas próprias maldades os hão de condenar.