quarta-feira, 1 de março de 2017

Não toquem nos servos que eu escolhi


Deus e o seu povo
1 Agradeçam a Deus, o Senhor, anunciem a sua grandeza e contem às nações as coisas que ele fez. 
2 Cantem a Deus, cantem louvores a ele, falem dos seus atos maravilhosos.
3 Tenham orgulho daquilo que o Santo Deus tem feito.
Que fique alegre o coração de todos os que adoram a Deus, o Senhor!
4 Procurem a ajuda do Senhor; estejam sempre na sua presença.
5-6 Vocês, descendentes de Abraão, servo de Deus, vocês, descendentes de Jacó, o escolhido de Deus, lembrem de tudo o que Deus tem feito, lembrem dos seus grandes e maravilhosos milagres e de como tem condenado os nossos inimigos! 
7 Ele é o Senhor, nosso Deus; os seus mandamentos são para o mundo inteiro.
8 Ele sempre lembrará da sua aliança e, por milhares de gerações, cumprirá as suas promessas.
9 Ele será fiel à aliança feita com Abraão e à promessa que fez com juramento a Isaque.
10 Deus fez uma aliança com Jacó para sempre, fez com ele uma aliança eterna.
11 Naquela ocasião Deus disse: “Eu lhe darei a terra de Canaã, e ela será de vocês para sempre.”
12 Eles eram muito poucos, eram estrangeiros na Terra Prometida.
13 Andavam de país em país, de reino em reino.
14 Mas Deus não deixou que ninguém os maltratasse e, para protegê-los, avisou reis.
15 Ele disse: “Não toquem nos servos que eu escolhi; não maltratem os meus profetas!”
16 Deus fez com que houvesse fome na terra deles e deixou o seu povo sem alimento.
17 Então mandou na frente deles um homem chamado José, que havia sido vendido como escravo.
18 Os seus pés foram presos com correntes, e no seu pescoço puseram uma coleira de ferro.
19 José ficou na prisão até que se cumpriu o que ele tinha dito.
A palavra do Senhor Deus provou que José estava certo.
20 Aí o rei do Egito mandou soltá-lo; o rei de muitas nações o pôs em liberdade.
21 Ele o colocou como a mais alta autoridade daquela terra, para governar o país inteiro.
22 José recebeu poder para dar ordens aos príncipes do reino e para orientar os conselheiros do rei.
23 Depois Jacó foi para o Egito e ficou morando naquela terra.
24 O Senhor Deus fez com que o seu povo tivesse muitos filhos e o tornou mais forte do que os seus inimigos.
25 Ele fez com que os egípcios odiassem o seu povo e fez com que enganassem os israelitas,
os servos de Deus.
26 Então Deus enviou o seu servo Moisés e também Arão, a quem havia escolhido.
27 Eles fizeram milagres de Deus no Egito e ali realizaram coisas maravilhosas.
28 Deus mandou uma escuridão, que cobriu a terra, mas os egípcios não obedeceram às suas ordens.
29 Ele transformou em sangue os rios do Egito e matou todos os seus peixes.
30 A terra do Egito ficou cheia de rãs, que invadiram até o palácio do rei.
31 Deus deu ordem, e moscas e piolhos encheram todo o país.
32 Em vez de chuva, ele mandou chuva de pedra e relâmpagos sobre a terra.
33 Deus destruiu as plantações de uvas e de figos e derrubou todas as árvores.
34 Ele deu ordem, e vieram gafanhotos, tantos, que nem podiam ser contados.
35 Os gafanhotos comeram todas as plantas, todas as colheitas do Egito.
36 Ele matou o filho mais velho de todas as famílias dos egípcios, matou aqueles que eram o orgulho dessas famílias.
37 Então Deus tirou os israelitas daquele país, e eles levaram consigo prata e ouro.
Todos eram fortes e cheios de saúde. 
38 Os egípcios ficaram contentes quando os israelitas foram embora, pois estavam com medo deles.
39 Deus pôs uma nuvem por cima do seu povo e fogo para guiá-los durante a noite.
40 Eles pediram, e Deus mandou codornas e do céu deu a eles pão bastante para matar a fome.
41 Ele partiu uma rocha, e jorrou água, que correu pelo deserto como um rio.
42 Pois ele lembrou da sua santa promessa feita a Abraão, seu servo.
43 Assim Deus tirou do Egito o seu povo escolhido, e eles saíram de lá cantando e gritando de alegria.
44 Deus lhes deu as terras de outras nações e deixou que tomassem os campos delas, 45 para que eles obedecessem às suas leis e guardassem os seus mandamentos.
Aleluia!