quarta-feira, 5 de julho de 2017

Que tal uma red pill?


Tudo aquilo que o homem não pode explicar... Melhor ignorar!
Assim seguem suas vidas..
Tristes, desolados, depressivos, tentando preencher o vazio que parece mais um poço sem fundo.
Se adequam ao sistema... ou se revoltam com ele
Será que o que acreditam ser real por simplesmente poder ver e tocar, não seria a ilusão?
Será que o que se apegam como verdade não os deixam mais alienados?
E continuam nas suas realidades simuladas
Priorizam na vida o que dela nada podem ter
Chegando o momento da unica verdade sem saber o que de fato são
Arrogância, prepotência sentimentos comuns e necessários para driblar seus medos
O pior é seguir o ritmo natural da vida sem aceitar
O tempo não para e nem perdoa
E o que seria compensado no crescimento único e pessoal se perde na cegueira limitada do que podem enxergar.
E se a pergunta não tem resposta... melhor se calar
E se de fato não posso pegar, nem sentir... melhor acreditar não existir.
E aí... que tal uma red pill?


Rosa Soares