domingo, 19 de julho de 2015

Djavan - Eu Te Devoro





Teus sinais

Me confundem da cabeça aos pés

Mas por dentro eu te devoro

Teu olhar

Não me diz exato quem tu és

Mesmo assim eu te devoro



Te devoraria a qualquer preço

Porque te ignoro ou te conheço

Quando chove ou quando faz frio

Noutro plano

Te devoraria tal Caetano

A Leonardo DiCaprio



É um milagre

Tudo que Deus criou

Pensando em você

Fez a via-láctea

Fez os dinossauros

Sem pensar em nada

Fez a minha vida

E te deu



Sem contar os dias

Que me faz morrer

Sem saber de ti

Jogado à Solidão

Mas se quer saber

Se eu quero outra vida

Não! Não!



Teus sinais

Me confundem da cabeça aos pés

Mas por dentro eu te devoro

Teu olhar

Não me diz exato quem tu és

Mesmo assim eu te devoro



Te devoraria a qualquer preço

Porque te ignoro ou te conheço

Quando chove ou quando faz frio

Noutro plano

Te devoraria tal Caetano

A Leonardo DiCaprio



É um milagre

Tudo que Deus criou

Pensando em você

Fez a via-láctea

Fez os dinossauros

Sem pensar em nada

Fez a minha vida

E te deu



Sem contar os dias

Que me faz morrer

Sem saber de ti

Jogado à Solidão

Mas se quer saber

Se eu quero outra vida

Não! Não!



Eu quero mesmo é viver

Pra esperar, esperar

Devorar você



Eu quero mesmo é viver

Pra esperar, esperar

Devorar você



Viver, viver

Pra esperar você

Quero viver

Pra esperar você

Quero esperar você



Djavan