sábado, 4 de julho de 2015

GOSTO DE TE GOSTAR


Gostei que gostes do que eu gosto, não por eu gostar, mas sim porque simplesmente gostas...assim como só tu sabes gostar...simples, sincero e despreocupadamente.

Gosto de ti, não por gostares do que eu gosto ou por saber (sentir) que gostas de mim, mas pela forma apaixonada como desenhas os momentos por nós dois vividos...são telas pintadas por ti, que jamais sairão do meu museu, mesmo que um dia deixes de nele pintar...permanecerão eternamente na exposição que é a história da minha vida.

Como eu te costumo dizer,

Ilustre Desconhecido