quinta-feira, 8 de outubro de 2015

O MUNDO INVISÍVEL DE UMA MULHER - Página 7

Deixamos de lado o site de relacionamentos e passamos a nos comunicar pelo Messenger, e por telefone. Costumava me ligar de madrugada sem conseguir dormir, pois o dia dos exames de acompanhamento da sua doença estava se aproximando e isso o aterrorizava. Eu tentava de tudo tirar forças de não sei onde, mas sempre tinha uma palavra para encorajá-lo.  Além da doença estava passando por problemas financeiros, pois sendo perseguido por partidos políticos, dizia ter uma reportagem bombástica que iria ser publicada em junho de 2014, com provas, enfim como resultado da perseguição teve sua conta bancária bloqueada. Precisava de ajuda, passei a ajuda-lo financeiramente, mas sempre com a promessa que assim que a conta desbloqueasse devolveria, pois o seu advogado já o havia informado que tudo estava correndo ao seu favor.
Um dia, chegando do trabalho, liguei o computador e entrei em minha conta no Facebook, e lá estava, seu filho, havia se acidentado, postou a foto do rapaz, onde dizia: "Quando soube da notícia que meu filho havia se acidentado com o fuzil do quartel, fiquei doido, meu mundo despencava. Só quem tem filhos, sabe e sente o que estou falando.Todo mundo, por diversas vezes na vida, passa por sufoco. Num dia é uma dor de cabeça daquelas, no outro um mal estar danado, estômago embrulhado, ardendo em brasa... Dor nas pernas, nas costas, nos braços, em tudo que é parte...e do pobre ser... E as dores na alma, então? Não há quem nunca tenha enfrentado crises existenciais, dúvidas, decepções, raiva, tristeza, angústia... Enfim, basta ser humano para fatalmente sentir essas coisas, uma hora ou outra.
Mas com os nossos filhos, surtamos! Meu filho sofreu um corte abaixo do olho, por conta de um coice do fuzil 762, quando atirava no estande de tiro. Resultado, levou oito pontos, e ficará de molho... Deus sempre cuida dos seus escolhidos..."
Eu mais uma vez com o coração apertado, pela dor sentida por ele, fiz um depósito em sua conta para as despesas do hospital, pois comentou que o exército não moveu um dedo para socorrer o seu filho. Apenas um curativo mais nada. Lembro que a mulherada ficou desesperada, outra coisa que me intrigava, a maioria dos comentários eram de mulheres, parecia ter poucos amigos, como estava tudo travado, eu não tinha como ver.
Dois meses depois, sempre precisando de ajuda, conseguiu um emprego aqui na Bahia, precisamente em Salvador, perguntou se eu podia hospeda-lo, tinha uma reunião com o pessoal da TV Bahia, pois já havia feito favores para o nosso governador Antônio Carlos Magalhães e o seu neto hoje prefeito da cidade e dono da emissora de TV o iria ajudar,  tudo seria muito rápido e logo voltaria para o Rio apara arrumar as coisas, conforme o resultado da reunião. Passagens de avião, tudo bancado por mim, logo ele estaria devolvendo a ajuda, pois os planos dele estavam dando certo.
Comecei a achar tudo muito estranho, e uma voz dentro da minha cabeça ia me dando comandos, achei que dessa eu não passava, eu iria enlouquecer... mas  quando a dor é muito forte, e a solidão uma constante, parece que você se desliga do mundo, passa a olhar pra dentro de você, e é nesse momento que Deus se aproxima, não quero dizer que é só na dor que Ele está,  talvez nós nos aproximamos mais dele, nestes momentos. E isso é apenas o inicio da minha história com Deus.
Algo me disse, procura, você vai descobrir... e assim de repente eu fui no blog, copiava e colava no Google mandando pesquisar, e veja o que encontro, os textos, todos, inclusive o que falava da sua doença assinado por outra pessoa, se não me engano o problema da pessoa era no pulmão... a minha ficha caiu. 
Mas ainda guiada por Deus comecei a fazer mais, lembrei de ver o médico oncologista dele, um tal de Fernando... hummm deve estar no face, vou atrás, e fui, havia um Fernando, cliquei no nome e vi que tínhamos um amigo em comum (risos) na época eu deveria ter uns duzentos amigos, a maioria americanos, gosto de jogar e precisava ganhar presentes ( não pago por eles ). De repente eu já estava com seiscentos e poucos, todos dele, com calma fui pedindo amizade, e aí uma bomba (risos), vejo uma postagem dele: 
Os usuários das redes sociais devem estar atentos às falsas identidades presentes no mundo virtual. Os perfis falsos, também conhecidos como 'fakes', estão por toda rede. Eles podem ser criados por quem está interessado em fazer sucesso nas redes sociais na pele de alguém que não existe, criando um personagem virtual, ou pode ser usado por quem está interessado em prejudicar alguém. Falando judicialmente, fazer um perfil com dados e/ou imagens de uma outra pessoa (famosa ou não) e se passar por ela (nem que seja de brincadeira) pode se enquadrar no artigo 307 do código penal. Mesmo usando foto tirada do Google e usando outros dados, também pode se encrencar pois é considerado violação de direito de imagem. O perfil fake também pode ser excluído da rede social. Nesse caso é preciso que outros usuários também denunciem a página. Quando isso acontece, o proprietário da conta não consegue efetuar o login até que ele prove que sua página na rede social é verdadeira. O perfil vai continuar disponível para visualização na rede social, mas o dono do falso perfil terá o login bloqueado. Tenho sido vítima deste tipo de situação e percebi que existe um perfil fake, adicionando amigos meus em comum e todos têm aceitado. Tomem cuidado, pois não sei de quem se trata e não serei responsável pelas atitudes de outras pessoas. Vi que este perfil adicionou 45 amigos meus... Fica a dica !
Isso foi apenas o início (risos), a ficha agora caiu de vez, junto com o orelhão (hoje já nem existe mais) , fui roubada... pelo Messenger tivemos uma conversa a respeito. Aquilo que você postou foi pra mim? Perguntei, E ele respondeu algo do tipo, não, você sabe que sofro perseguições etc.etc.etc ...
Não pense que tive raiva, não, não tive, apenas vontade de desaparecer... a amiga depressão se sentindo vencedora, cada dia se aproximava mais e ganhava mais espaço, vi que precisava de ajuda e fui buscar. 


Página 7