domingo, 2 de agosto de 2015

Arrumando as minhas malas...

Vasculhando minhas gavetas, vi que muitas coisas preciso descartar...
As decepções
As lágrimas 
A dor que o amor me causou...
Outras... apenas tirei o pó, mas deixarei guardadas,
Coloquei um nome nesta gaveta... 
Saudades...
Nossos momentos 
Nossos sorrisos
Nossos carinhos
Nossos desejos... 
Talvez um dia eu volte e queira abri-la... 
Relembrar...
Levarei comigo apenas o necessário,
Os meus sonhos
A minha esperança
A minha fé...
Eu te amei...
Mas chegou a hora de dizer adeus...
Preciso partir...
Talvez viver novas ilusões...
Quem sabe...

Rosa Soares