terça-feira, 11 de agosto de 2015

És parte de mim, sabias?


Amo-te sempre, mesmo que ausente. Amo-te, mesmo que não te diga todos os dias. Amo-te mesmo que calada. Amo-te mesmo que amar também seja isso: nada fazer ou dizer. Amo-te no silêncio dos dias e na calada da noite. Amo-te sem princípio ou fim, mas como uma extensão de mim. Amo-te quando to digo e com isso te irrito. Amo-te quando estou aqui ou quando fui ali. Amo-te de dentro do pensamento e do avesso do corpo. Amo-te de alma e com calma. Amo-te na urgência do depressa.

Amo-te sempre. Amo-te ainda.
Amo-te, já te tinha dito? Só para o caso de, ontem para hoje, te teres esquecido. 
Amo-te.
És parte de mim, sabias?


- Rita Leston